A PHP Error was encountered

Severity: Notice

Message: Only variable references should be returned by reference

Filename: core/Common.php

Line Number: 257

Apoio à Mulher Trabalhadora para manter a Amamentação

Blog

Apoio à Mulher Trabalhadora para manter a Amamentação
Categoria: Informativo Data da postagem: 02/04/2014
Contribua para o desenvolvimento da nação. Invista HOJE no amanhã das crianças brasileiras.

Por que é importante amamentar?

A amamentação fortalece o vínculo entre mãe e filho, além de implicar em menores custos financeiros para a família.

A criança que recebe leite materno adoece menos, fica mais protegida contra diarréia, infecção respiratória e otites, e tem menos risco de desenvolver, ao longo de sua vida, alergias, hipertensão, diabetes e obesidade.

A amamentação também tem efeito positivo na inteligência da criança, além de favorecer o desenvolvimento da cavidade bucal, resultando em dentes mais bonitos e menos problemas de fala, respiração e mastigação.

A mulher que amamenta fica mais protegida contra câncer de mama e de ovário e diabetes.

Como os empregadores podem apoiar?

Respeitando e aderindo às leis que protegem a amamentação.

Respeitando o período constitucional da licença maternidade.

Aderindo à licença-maternidade de seis meses.

Respeitando o direito de dois períodos de meia-hora cada para amamentar durante a jornada de trabalho até os seis meses de idade, se a mulher estiver trabalhando neste período.

Criando no trabalho condições de amamentação e/ou de extração, coleta e armazenamento do leite materno. Se a mulher tem, na volta ao trabalho, condições para continuar a amamentação, poderá prosseguir dando o melhor alimento a seu filho e protegendo-o contra doenças.

A amamentação depende, em grande parte, do apoio dado às mulheres. Todos os esforços devem ser feitos para facilitar essa prática.

Faça sua parte!

É amplamente reconhecida a importância do aleitamento materno para as crianças, para as mulheres e suas famílias e para o País.

A Organização Mundial de Saúde recomenda que as crianças sejam amamentadas até os dois anos de idade ou mais e que recebam somente leite materno até os seis meses. Porém, pesquisa nacional realizada pelo Ministério da Saúde em 2008 revelou que metade das crianças brasileiras tem a amamentação exclusiva interrompida antes de completarem dois meses de vida e já não recebem mais leite materno em torno de onze meses.

Por isso, além das diversas ações de proteção, promoção e apoio ao aleitamento materno que vem sendo desenvolvidas em todo o País, é preciso incorporar novas estratégias de apoio à amamentação envolvendo todos os setores da sociedade.

Salas de apoio à amamentação

Na maioria das vezes não há nas empresas ou instituições em geral um lugar apropriado para a trabalhadora que amamenta esvaziar as mamas durante a jornada de trabalho, o que impede que a mulher aproveite o leite retirado para oferecer ao seu filho posteriormente. Diante desta demanda, algumas empresas brasileiras já criaram Salas de Apoio à Amamentação, destinadas à extração e estocagem de leite materno durante a jornada de trabalho. Sua implantação e manutenção é de baixo custo.

Não só a dupla mãe-criança se beneficia com a Sala de Apoio à Amamentação. As empresas também se beneficiam com o menor absenteísmo da funcionária, haja vista as crianças amamentadas adoecerem menos. Ao dar maior conforto e valorizar as necessidades das mulheres, haverá maior adesão ao emprego, evitando-se que as chefias tenham que investir em contratar e treinar novos funcionários.

Além disso, a empresa tem uma imagem mais positiva perante os funcionários e a sociedade.

Para a implantação de uma sala de apoio à amamentação em sua empresa ou instituição, foi elaborada uma Nota Técnica.

Ela foi publicada no Diário Oficial da União de 24/02/2010, como PORTARIA ANVISA no 193, de 23 de Fevereiro de 2010.

Para mais informações:

Disque Saúde: 0800 61 1997 - www.saude.gov.br

Apoio:

Ministério da Saúde - FIOCRUZ - Fundação Oswaldo Cruz

SUS

Ministério da Saúde

Governo Federal

Compartilhe nas redes sociais

Comentários

Curta nossa página no Facebook
Parceiros e Amigos